Fobia social e a autopercepção do desempenho de estudantes de medicina submetidos à metodologia ativa em Sergipe

Os estudantes de Medicina sofrem pressões específicas do seu curso e se tornam mais vulneráveis ao adoecimento mental, ao uso abusivo de substâncias químicas e ao suicídio quando comparados à população geral. Dentre os eventos que prejudicam a saúde mental desses alunos, incluem-se: o concorrido vestibular para acessar o curso; carga horária excessiva; grande quantidade de conteúdo a ser estudado; falta de tempo para o autocuidado e para desenvolver interações sociais fora do ambiente acadêmico; entrar em contato com o sofrimento humano e a morte e lidar com as exigências pessoais e sociais.

Diante desse cenário, este artigo buscou investigar a influência dos sintomas de Fobia Social (FS) na autopercepção do desempenho acadêmico dos estudantes de Medicina submetidos ao método Aprendizagem Baseada em Problemas (ABP). Trata-se de um estudo clínico, não experimental, exploratório, transversal, descritivo e de abordagem analítica quantitativa. E como resultado do estudo, demonstrou que dos 323 estudantes presentes na amostra, 30,8% apresentaram Fobia Social em algum grau.

Para saber detalhe da pesquisa e leitura completa do artigo. Clique aqui!

 

Deixe um comentário